Textos de referência
Poro na Revista UFMG especial sobre cidades

Poro na Revista UFMG especial sobre cidades

O Poro participa da Revista UFMG volume 20.1 com um Manifesto. E como a edição é toda dedicada ao tema Cidades, além de convidar todos a lerem o texto que preparamos para a publicação, destacamos também as outras preciosas participações da Revista. Sumário da Revista: Editorial Construir a Cidade Genérica (Francisco Jarauta) Um homem livre,...

Ocupando territórios (Rubens Pileggi)

*Texto de Rubens Pileggi Jenny Holzer, da série Sobrevivência, 1987. Proteja-me daquilo que eu quero. Intervenção nas ruas de São Francisco, EUA. Ocupação de espaços físicos e mentais. …Superado o problema da arte-objeto, o protagonista da experiência estética passa a ser o ambiente, enquanto espaço em que os indivíduos ou grupos sociais se inserem e...

Inserções em circuitos ideológicos (Cildo Meireles)

*texto de Cildo Meireles Eu me lembro que em 1968-69-70, porque se sabia que estávamos começando a tangenciar o que interessava, já não trabalhávamos com metáforas (representações) de situações. Estava-se trabalhando com a situação mesmo, real. Por outro lado, o tipo de trabalho que se estava fazendo, tendia a se volatilizar e esta já era...

Esquema Geral da Nova Objetividade (Hélio Oiticica)

**Texto de Hélio Oiticica “Nova Objetividade” seria a formulação de um estado típico da arte brasileira de vanguarda atual, cujas principais características são: vontade construtiva geral; tendência para o objeto ao ser negado e superado o quadro de cavalete; participação do espectador (corporal, táctil, visual, semântica, etc.); abordagem e tomada de posição em relação a...

Intervenções Suburbanas (Maria Angélica Melendi – Piti)

*Texto de Maria Angélica Melendi – Piti III. Utopias de Aproximação Os anos 80 e 90 pareciam ter decretado o fim das utopias, examinou-se muito o conceito, criaram-se outros, como heterotopia  e  distopia. Mas, em 2001, Nicolas Bourriaud aponta para as “utopias de aproximação”, práticas artísticas que se estendem num vasto território de experimentações sociais,...

Manifesto Internacional Situacionista

Uma nova força humana, que a estrutura existente não poderá dominar, cresce dia a dia com o irresistível desenvolvimento técnico e a insatisfação de seus usos possíveis em nossa vida social carente de sentido. A alienação e a opressão nesta sociedade não podem ser mantidas sob qualquer uma de suas variantes, mas somente rejeitadas em...

Núcleos de produção sem hierarquia fundem ativismo e diversão (Alexandre Matias)

*Texto de Alexandre Matias “Talvez por representar uma alternativa dentro do modelo atual da industria do entretenimento?”, responde perguntando H.D. Mabuse, fundador do grupo Re:Combo, sobre o motivo de o formato coletivo estar cada vez mais difundido. Sejam grupos de DJs, artistas plásticos ou guerrilheiros de mídia, os coletivos se espalham por diferentes áreas da...