O D.A. da EBA-UFMG realiza no dia 7 de abril de 2010 às 18h30 uma nova edição do Café Debate, dessa vez com o tema Arte Política: Coletivos e Produção. Participam:  Marcos Hill (EBA | UFMG), Rainer Patriota (Filosofia | UFMG) e nós do Poro.


(clique na imagem para ampliar)

O Café Debate Arte Política: Coletivos e Produção será realizado no Pátio Central da Escola de Belas Artes – UFMG (Campus Pampulha – Belo Horizonte, Brasil).

A discussão será norteada por um texto de Jacques Rancière [disponível para xerox no D.A. Belas Artes] que propõe uma aproximação entre os dois campos de conhecimento ARTE e POLÍTICA, aproximação que se faz plausível pois ambas as áreas se intremeiam na formação social. Toda Arte é Política? O que falamos quando descrevemos fazer política no campo das artes? Existem possibilidades de uma intervenção artística na esfera política? Quais foram as resoluções passadas e os movimentos artísitcos que atentaram para essa intervenção da Arte na Política? Quais as possibilidades de futuras modificações promovidas pela Arte na Política?

O Café Debate Arte Política: Coletivos e Produção pretende a reflexão crítica sobre o conceito de Arte e Vida, firmado pelo contemporâneo como uma atuação particular que se reforçou como uma intervenção política. Até que ponto somos sujeitos políticos e essa relação é reafirmada em nosso contexto?

No dia 06/04, às 18h será realizada uma discussão do texto preparatório de Jacques Rancière no D.A. Belas Artes, aberta à todos interessados.